Inicio » » Entrevista Ricky Echolette

Entrevista Ricky Echolette

Escrito por: Gustavo em domingo, 17 de agosto de 2014 | 17:22

Uma curta entrevista sobre o Alphaville feita por uma revista alemã a respeito da chegada de Rick na primavera 1985.

Em 14 março de 1985 foi um momento mágico para todos os fãs de Alphaville. No programa de TV alemão “Känguru”, a nova formação do Alphaville teve um grande desafio para superar. Em poucos segundos, a resposta foi clara: o novo membro da tripulação, com apenas 24 anos de idade, o multi-talentoso Rick Echolette (Berlim) foi uma grande cartada da banda de Münster.

REVISTA: Rick, você veio do nada, e agora se apresentam como um membro da melhor banda conhecida pop alemã. Foi uma boa experiência?

RICK: Na verdade, é um pouco como um sonho. Você tem que considerar que até agora eu nunca fui o centro das atenções, e “Känguru-show” é a minha primeira aparição na televisão. Claro, eu estava muito nervoso, mas Marian e Bernhard são todos os profissionais, e me acalmaram, e isso me deixou mais tranquilo.

REVISTA: Marian, o que mudou definitivamente com o novo membro?

MARIAN: Primeiro de tudo, Alphaville é um grupo de amigos. Nós colocamos muito esforço para um bom ambiente de trabalho. Além disso, era muito importante para nós que o novo membro viesse do nosso círculo de amigos. O novo membro não deveria apenas tocar grandes acordes no teclados, mas ele também lidar com as guitarra e baixo, e um bom amigo e esse só poderia ser o Ricky.

REVISTA: Rick, em janeiro você re-gravou o próximo single “Jet Set”, e escreveu uma canção para o filme Der Bulle und Das Mädchen.


RICK: Eu tenho praticado como um louco, eu não queria decepcionar os outros. Juntos, temos o recém-criado “Jet Set”. A faixa do álbum foi gravado e co-escrito por meu predecessor, Frank Mertens. “Golden Feeling” – a canção-título do filme de Bulle, está será a minha primeira composição com o Alphaville.

REVISTA: Você está se mudando para Münster agora com a banda?

RICK: Sim, eu moro agora eu num quartinho no apartamento do “famoso” Marian Gold(risos). Mas eu vou procurar uma casa em Berlim. Uma vez que as coisas estiverem funcionando de forma melhor, com o “Projeto de Nelson” eu vou me mudar para Berlim.

REVISTAt: Você, sem duvida, está de acordo com a filosofia de Alphaville, as roupas e o nome da banda?

RICK: Eu sou um velho amigo do Marian, e nós sempre trabalhamos juntos. Nós sempre estivemos em sintonia. Como uma aberração cinematográfica (risos), ao longo dos tempos temos trabalhado para os criadores de filmes, então eu também defendo o conceito futurista. Eu tenho também, junto com Marian e Bernhard escrito o roteiro para o nosso vídeo “Jet Set”. Com as nossos “roupa”, eu não tenho problemas. Eu uso roupas modernas (risos).

REVISTA: Quem escolheu o seu nome?

RICK: Nos três escolhemos. Como cidadão de Alphaville, o meu primeiro nome era “Gato Novato (risos), tornou-se então Rick Casanova. Então, em algum momento da noite depois de bebermos muito, achamos que Rick Echolette fosse um nome apropriado. Foi assim que o nome criou vida.

0 comentários :

Postar um comentário

Anterior Proxima Página inicial