Inicio » » Entrevista Frank Mertens

Entrevista Frank Mertens

Escrito por: Gustavo em domingo, 17 de agosto de 2014 | 17:23


Frank Mertens, ou Frank Sorgatz, é  um dos três cidadãos de Alphaville. Ele é loiro e tem olhos verdes e uma charmosa franja. Coletivas de imprensa o deixam nervoso, e assim que os três fizeram sua primeira viagem eles decidiram entre si que Frank deveria evitar responder perguntas. Mas, sabe Deus porque, ele resolveu conceder a Okej uma pequena entrevista. Frank disse-nos, entre outras coisas, que ele nasceu em 26 de Outubro de 1961. Durante a escola sonhava em se tornar um psicólogo. Mas essa idéia está fora de cogitação agora. “Eu estudei psicologia por um ano e meio e não há nada mais chato e difícil que eu possa imaginar.” Ele diz e balança a cabeça. “Eu nunca mais vou pegar em um livro de psicologia, nunca mais.”(risos). O interesse pela música sempre esteve em segundo plano, mas logo isso mudou. Frank ouvia muitos tipos independentes e experimentais de música. “Ver apenas os músicos fazendo tudo, independentemente…”, diz Frank. “Isso é que é tão fascinante.” Ele freqüentemente usa seu tempo livre para ir ao cinema, e adora ler. Thomas Mann e Ambrose Bierce estão entre seus autores favoritos. Além disso como um bom intelectual, ele detesta esportes. “Eu odeio esportes”(risos), diz ele enfaticamente. “A única forma de” esporte “que eu posso pensar é tocar piano ou jogar xadrez. Comecei a ter aulas de piano pelo há muitos anos, e eu treinava com afinco, e ainda treino no meu tempo livre.” Como ele vê o progresso com o Alphaville? “É divertido ser poder dar a volta ao mundo sem ter que pagar”(risos), diz ele com um brilho em seus olhos. “Na verdade, tudo começou como uma coincidência”, continua ele. “Bernard e eu trocávamos em casa para nos divertir, mas nenhum de nós tinha imaginado que chegaríamos tão longe. Quando você lê sobre “ídolos” nos jornais tudo parece ótimo. Então você percebe quanto trabalho está por trás disso. Não somos só um grupo de amigos tocando juntos, temos de escrever as músicas, devemos registrar os álbuns e são longas as jornadas de trabalho. Nós mal fomos para casa este ano e isso começa a se tornar um pouco desagradável. Mas com certeza é divertido também.” O que você vê pela frente? “Algum tempo livre, férias. Desenvolver mais músicas e ver o que acontece em seguida. A música vai mudar, disso eu tenho certeza. Mas é claro que vai permanecer dentro dos popstyle. Isso é o que nós gostamos. A simplicidade.” Você não gosta de dar entrevistas. por quê? “Eu sou tímido”(risos), diz Frank. “E eu não gosto de falar. Prefiro olhar e escutar. Bernhard e Marian falam muito melhor.” “Mas foi interessante conhecer a Suécia”, acrescenta Frank depois de uma pequena pausa. “Eu nunca estive aqui antes, mas vou tentar vir aqui sozinho denovo. Agora não temos tido muito tempo para fazer um tour e tudo é tão estressante.” Qual é a próxima parada na sua agenda? “Vamos manter as viagens, vamos para a América, e em abril e maio vamos gravar um novo álbum. Tudo vai continuar a fluir. Posteriormente vamos começar a turnê, e eu estou ansioso para isso. Vou finalmente poder encarar o público, olho no olho”.

5 comentários :

  1. Amo Alphaville e desejo do fundo do meu💗todo sucesso do mundo.🎹🎶🎶🎵

    ResponderExcluir
  2. Eu admiro demais essa banda sensacional ahh saudades bom tempo
    De ouvir essa musica show

    ResponderExcluir
  3. Eu admiro demais essa banda sensacional ahh saudades bom tempo
    De ouvir essa musica show

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Os arranjos de Bernhard e Frank Mertens fazem falta nos discos do Alphaville pós Bernhard e Frank Mertens!

    ResponderExcluir

Anterior Proxima Página inicial